BABY DRIVER – EM RITMO DE FUGA

0_TqOYBmcCiAXxGx7G

Baby Driver é um furacão de sintonia, ação e belíssimas cenas no meio de uma calmaria de filmes medíocres, e não, eu não estou exagerando, o ritmo das cenas combinado com a excelente trilha sonora é um show que á muito tempo eu não via em um filme, e foi quase impossível segurar a empolgação e fazer silêncio em alguns momentos. É meu amigo, Baby Driver é um filme pra se segurar na cadeira e se deixar levar por uma história original, surpreendente e completamente frenética.

Aqui no Brasil, o filme ganhou o nome de “Em ritmo de fuga” mas eu prefiro ignorar esse detalhe.

No longa, acompanhamos a vida de Baby, (sim, esse é seu nome, B-A-B-Y, Baby!) um garoto com um intenso zumbido no ouvido onde a única forma de abafar esse barulho é com música, e seu gosto musical deixa bem claro o ritmo do filme. Vale lembrar também que Baby é um excelente motorista de fuga, e presta serviços para Doc. (Kevin Spacey) um cara de “negócio” que sempre o chama quando o serviço requer uma saída rápida e segura.

baby-driver

Com a direção de Edgar Wright (Scott Pilgrim vs. the World), e nomes como Jamie Foxx (Django) e Jon Bernthal (The Punisher) no elenco, Baby Driver passa longe se ser só mais um filme de perseguições de carros, crimes e romance adolescente. Os cortes marcantes, os closes e os recursos que o diretor utiliza pra guiar o expectador ao clímax de cada cena, são de uma maestria impecável que nos deixa atônitos, tirando nosso fôlego e nos deixando grudados na tela, e quando achamos que o ritmo vai cair e finalmente teremos um momento para respirar um pouco… CABUM! Somos levados de imediato á outra sequência frenética de diálogos engraçados e correria desenfreada.

E por falar em comédia, o tom cômico utilizado pelo diretor é algo que me deixou extremamente feliz em saber que ainda existem diretores que conseguem acertar esse tipo de coisa, porque já estamos cansados de assistir a um filme de ação onde a comédia é colocada de forma completamente aleatória, com piadas bobas e simplórias feitas apenas para se ouvir o coral de risos no cinema, mas esse não é o caso de Baby Driver, o filme acerta em cheio nos diálogos cômicos com piadas inteligentes e pitadas de sarcasmos combinando com as sutis referências a elementos do próprio filme, tudo muito bem alinhado com as fantásticas atuações dos atores.

E que atuação meus amigos!

Ansel Elgort;Lily James

Eu não conhecia o Ansel Elgort (Baby) mas fiquei fascinado pela forma como ele se entrega ao personagem, a interação do Baby com o seu pai é uma coisa linda de se ver e mesmo não falando muito, Ansel consegue nos convencer que não é apenas um adolescente com dificuldade de socialização, você simplesmente compra a história e a empatia surge naturalmente, principalmente nas cenas com a Lily James (Deborah) que arranca suspiros quando aparece. A sintonia que os dois passam nas cenas é algo incrivelmente contagiante, Hollywood precisa ficar de olho nesses dois.

Outro ponto alto do filme é a fantástica trilha sonora e a forma que o diretor escolheu para torna-la um elemento fundamental na história que ele quer contar. As músicas se mesclam com as cenas transformando cada bater de porta, cada batuque, cada disparo em perfeita harmonia com seu ritmo, e é em momentos como esse que dá vontade de levantar da cadeira, aplaudir e gritar: BRAVO!

Por fim, Baby Driver é um filme que você vai querer ver e rever várias vezes e eu posso te garantir, vale a pena cada minuto!

Há, e não esquece de conferir a incrível playlist do filme no Spotify paga nois.

Assinatura_Crônicas - Neto

Siga o Neto no Instagram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s